A importância de saber como organizar um plano de carreira eficaz!

Dedicação, planejamento e capacidade de se comunicar são essenciais na construção de um bom plano de carreira, uma vez que o mercado de trabalho está carente de profissionais ávidos por novas experiências, crescimento profissional e sede de aperfeiçoamento.

Nos últimos anos, o plano de carreira passou a ter uma conotação mais individual, onde cada profissional traça seus próprios objetivos, dentro de um negócio - ao invés de tal recurso ser apenas um benefício oferecido pela empresa. 

Toda essa busca de posições de destaque no mundo corporativo faz com que os empresários considerem novas soluções para reter e motivar seus talentosos colaboradores.

E, para tanto, um plano de carreira bem elaborado faz mais que necessário dentro das organizações, pois trata-se de uma ferramenta capaz de manter os colaboradores ainda mais engajados em suas respectivas atividades.

Continue a leitura deste artigo até o final, para compreender porque podemos comparar o plano de carreira a um plano de voo, em que para alcançar a altura profissional desejada é preciso “pousar” na posição tão almejada.

Tópicos da página:

 

Você sabe o que é um plano de carreira?

 

Pois é, essa é uma das principais dúvidas de muitos colaboradores que estão começando a dar os primeiros passos em suas atividades profissionais.

E para que tudo possa fluir da melhor maneira, é interessante destacar que todo plano de carreira precisa servir como uma ferramenta de progressão do trabalhador no mercado e nas organizações.

Trata-se de um programa de avanço para profissionais que já fazem parte de um time corporativo que objetivam alcançar cargos de liderança, além da oportunidade de gerenciar outros colaboradores.

É pertinente ressaltar que há dois tipos de plano de carreira: o primeiro está relacionado ao desenvolvimento de estratégias individuais; o segundo está ligado diretamente a uma Companhia que promove, por sua vez, esse planejamento para os seus funcionários.

 

Pontos chave no plano de carreira?

 

O primeiro é planejamento! Essa é a palavra-chave para quem quer trabalhar a vida profissional de forma assertiva.

Ou seja, para qualquer pessoa alcançar sua metas, seja em um ambiente corporativo ou até mesmo como um empreendedor, é fundamental que ela saiba:


Organizar cada detalhe de um plano de carreira.

As estratégias aplicadas na formulação de um plano de carreira podem ser decisivas para que um profissional seja levado de seu estado atual até um objetivo estabelecido.

Para isso, será necessário se ater a algumas questões essenciais, as quais estão relacionadas à busca de novas capacitações que podem aproximar essa pessoa à sua meta, além de uma readequação de currículo e portifólio.

Isso tudo infere uma forma realista de olhar para a própria carreira, analisando as ações e situações do momento presente para que seja possível ter uma noção de como se conectar com seu objetivo futuro.

De certo modo, o profissional que se preocupa com um plano de carreira está assumindo um papel de protagonista de sua vida, em que o sucesso será fruto de todo esse processo de direcionamento e responsabilidade.

 

Quem pode fazer um plano de carreira?

 

Na verdade, todo profissional pode fazer um plano de carreira e o interessante disso é que a coisa não é tão complicada assim.

Não importa se você é funcionário ou empreendedor, se é advogado, engenheiro ou artista, qualquer pessoa pode sim pensar em planejamento profissional.

 

 

Como funciona o plano de carreira nas empresas?

 

Não somente para reter os melhores profissionais, o plano de carreira em uma empresa também é essencial para atrair novos talentos para os negócios. E isso pode ser pensado a partir do alinhamento de três pilares básicos da organização, que são: Missão, Visão e Valores.

Sabendo definir todo esse conjunto de conceitos, a empresa que auxilia o colaborador na formulação de um plano de carreira consegue aproveitar ao máximo suas potencialidades e, assim, ter altos rendimentos no mercado.

Elas apostam cada vez mais nesse colaborador, oferecendo a possibilidade de cada qual realizar esse planejamento utilizando tanto o Plano Y quanto o Plano W.

Mas, o que seriam esses recursos? Confira abaixo um breve resumo de ambos:

Plano de carreira em Y

Esse recurso consiste em levar ao profissional alternativas que estão relacionadas tanto a um cargo de gerência quanto a uma especialização em áreas mais técnicas da empresa.

Para que possamos entender melhor essas opções oferecidas atualmente, é interessante verificarmos que, até pouco tempo, as pessoas eram contratadas para uma determinada função e assim permaneciam até a aposentadoria.

No entanto, aqueles profissionais que apresentavam perfil de liderança poderiam, com o tempo, alcançar promoções para cargos de gerência.

Isso denota que, até então, o caminho a ser trilhado no meio corporativo era somente aquele padrão antigo de crescimento profissional, onde a tal promoção só acontecia para cargos gerenciais.

Hoje a coisa é bem diferente, há outras formas de planejar a carreira dentro de uma corporação, sendo que não apenas as vagas gerenciais são alcançadas como também as áreas técnicas oferecem maior possibilidade de crescimento.

Significa que em uma equipe ninguém estará condicionado a seguir somente um caminho, pelo contrário, agora há uma bifurcação simbolizada pelo Y.

Não é à toa que é chamado de Plano Y, o qual também faz uma alusão à geração Y que, de certa forma, se destaca por serem indivíduos que prezam pela busca de novos meios de ascensão profissional.

Plano de carreira em W

Criado com o intuito de proporcionar ao colaborador a capacidade de ser líder de uma equipe, sem precisar abrir mão de suas especialidades, o plano de carreira em W é uma opção no meio corporativo que traz mais flexibilidade tanto para o empregador quanto para o empregado.

Trata-se de recurso muito utilizado nas empresas, uma vez que o funcionário é capaz de administrar sua atividade laboral ao passo que ainda pode extrair o melhor de cada membro de sua equipe.

Isso significa que um técnico pode galgar cargos de liderança, sendo que as funções atribuídas a ele pode ser de baixa, média ou alta complexidade.

Quer saber mais sobre a carreira W? Então, confira o vídeo abaixo:

 
 
 

Como posso criar um bom plano de carreira?

 

Seja para obter uma promoção em uma organização ou para atingir metas mais significativas frente ao próprio negócio, um plano de carreira bem pensado é o primeiro passo para fazer com que tal estratégia sirva de bússola para que o profissional consiga trilhar o caminho desejado.

Para tanto, é necessário saber como desenhar um plano estruturado a partir de componentes reais do dia a dia.

Significa que é preciso ser realista na hora de planejar, ou seja, procure traçar metas palpáveis de curto, médio e longo prazo, procurando trabalhar cada uma delas de trás para frente.

É interessante ter em mente que ao planejar a carreira, o profissional precisar considerar alguns aspectos importantes, que são:

  • Mapeamento Pessoal – procure identificar tudo que esteja relacionado a valores, interesses, motivações e medos;
     

  • Mapeamento de Competências – tente criar uma lista com habilidades técnicas e gerais desenvolvidas ao longo da carreira.
     

  • Mapeamento do Mercado – relacione quais serão os requisitos e as competências necessárias para atingir suas metas, tendo em vista a área, cargo e função pelos quais você se interessa;
     

  • Plano de Ação – defina por escrito seus objetivos, refletindo em como você, de fato, vai conseguir alcançar suas metas.

Para que você consiga realizar os procedimentos listados acima com mais clareza, confira algumas dicas de como organizar detalhadamente seu plano de carreira:

Objetivos

É imprescindível que o profissional tenha, pelo menos, uma noção suas metas, ou seja, aonde ele quer chegar de fato.

Não tente “ousar” criando metas impossíveis de serem batidas. Saiba, no entanto, que toda meta pode ser revista. Isso ajuda muito, uma vez que ao olhar o cenário atual da empresa ou de um empreendimento, é possível rever alguns conceitos para que esse profissional fique ainda mais motivado e comprometido com seu propósito.

É válido estar aberto a novas experiências, afinal, tudo isso vai fazer com que você reflita sobre o que realmente almeja para a sua carreira.

A dica, então, é sempre se fazer algumas perguntas, como:

  • O que de fato me faz ficar “vivo” nessa carreira?

  • Quem admiro e ainda não conheço pessoalmente na organização?

  • Que tipo de profissional eu sou e pretendo ser?

  • Qual o meu propósito de vida pessoal e carreira?

O bacana disso tudo é entender o seu estado atual para que cada etapa de organização de um plano de carreira seja feita da melhor maneira possível, garantindo resultados satisfatórios a curto, médio e longo prazo.

Quer saber como organizar os objetivos e organizar um plano de carreira mais eficaz?

Então, confira algumas dicas no vídeo logo abaixo:

Potenciais

Em um processo de organização de um plano de carreira é imprescindível que o profissional seja sincero com relação à avaliação de seus pontos fortes e fracos.

Sabendo identificar muito bem tais pontos já é um grande passo tanto ao reconhecimento de capacidades quanto do que, de fato, precisa ser melhorado.

Descobrindo potenciais no mundo corporativo

Dentro de uma ambiente corporativo o procedimento é o mesmo, a empresa identifica pontos positivos e negativos de cada membro da equipe, sendo que, após uma avaliação detalhada, ela vai reforçar as qualidades desse profissional, bem como indicar quais aspectos profissionais que podem ser melhorados para que, assim, ele se sinta estimulado a buscar novos aprendizados e aperfeiçoamentos.

Trata-se de uma tarefa desafiadora para uma organização, tanto é que, muitas empresas optam por utilizar softwares de gestão comportamental, os quais auxiliam na organização desse mapa que revela o perfil de cada colaborador.

O interessante é que tal estratégia ajuda muito na definição de cargos internos compatíveis com o colaborador, o que facilita a trajetória a ser seguida por esse profissional, rumo a um cargo de liderança.

Outra coisa importante para uma empresa que faz esse tipo de identificação é que na seleção interna e externa de candidatos, o processo flui melhor, uma vez que está bem definido o perfil do plano de carreira da respectiva organização.

Estratégias

Considerando que esse profissional já tem claro o que ele quer alcançar é hora de começar a pensar nas estratégias para atingir os principais objetivos.

É importante sempre se questionar se é possível conseguir o que se pretende a partir das qualificações atuais. Se a resposta for negativa, busque soluções para mudar tal panorama.

Muitas pessoas, no entanto, buscam especializações diversas, pós-graduação na área em que atuam, cursos de idiomas para que seja possível visualizar melhor cada meta.

É claro que não será fácil, afinal, para trazer seus sonhos para a realidade, vai ser preciso que esse profissional tenha a capacidade de identificar a distância que o separa do seu estado desejado e mapear o precisa aprender, adquirir ou mudar para chegar ao alvo.

Não obstante, é importante conhecer bem a área de interesse, sabendo identificar quais são as grandes e médias empresas, tendo em vista as oportunidades, desafios e tendências.

Por fim, nunca é demais destacar a necessidade de fazer networking, de se conectar com pessoas por meio de cursos projetos e eventos, além de conversar com outros profissionais que possam oferecer conselhos úteis e atualizados acerca do mercado vigente.

 

Qual o primeiro passo para elaborar um plano de carreira eficaz, dentro de uma empresa?

 

Dentro de uma organização, o primeiro passo na elaboração de um plano de carreira dos colaboradores é procurar ouvir cada um deles e, a partir disso, mapear suas competências e habilidades, bem como deixar anotado quais são seus ideais, sonhos e expectativas acerca de quanto tempo acreditam que vão levar para alcançarem seus objetivos profissionais.

Isso infere a capacidade de ouvir e entender como e porque esse funcionário ambiciona uma trajetória dentro da corporação.

É interessante, então, questioná-lo como se vê daqui a 5 ou 10 anos, quais cargos gostaria de ocupar e o que ele mudaria pra melhorar o setor em que trabalha.

É quase certo que uma parte desses colaboradores não vai ter todas essas respostas ou, então, que não esteja totalmente preparado para assumir certas responsabilidades, apesar de as desejarem.

É nesse exato momento que a organização vai fazer a diferença propondo um plano de carreira para que esse colaborador tenha tais respostas e consiga desenvolver novas competências.

A atuação da empresa vai depender de bons líderes que possam ajudar fazendo questionamentos, incentivando a traçarem metas e etc.

Uma coisa super bacana que algumas organizações trabalham é o questionário online que dispõe de perguntas bem direcionadas, as quais fazem com que cada funcionário exponha suas ideias, sugestões, sonhos e críticas relacionadas à Companhia.

Confira no vídeo abaixo os principais conceitos sobre a abordagem de um plano de carreira dentro das organizações corporativas.

 

Qual a importância dos treinamentos dentro de uma empresa para a consolidação de um bom plano de carreira?

Essencial para estimular os pontos fortes dos funcionários, os treinamentos são essenciais dentro de uma empresa, uma vez que eles se colocam como uma ferramenta de equilíbrio.

Vale destacar também que mesmo aquele profissional com desempenho satisfatório necessita passar por treinamento e, assim, revisar sua qualidades, garantindo o aprimoramento contínuo.

Os tipos de treinamentos mais utilizados no meio corporativo são:

  • Treinamento com Coaching – o colaborador aponta qual seu principal potencial e também o fator que o impede de atingir as metas preestabelecidas. O Coach contratado, no entanto, vai trabalhar o desenvolvimento desse profissional de forma contínua e eficiente;
     

  • Treinamento com Mentoring – é um trabalho semelhante ao do Coach, mas é desenvolvido de forma personalizada por um especialista de uma respectiva área da empresa. Essa pessoa vai acompanhar, orientar e direcionar a carreira do funcionário até que o mesmo seja capaz visualizar as principais metas a serem atingidas nos processos corporativos;
     

  • Treinamento com Microlearning – mais conhecido como Ensino a distância (EAD), trata-se de uma ferramenta totalmente online em que é possível ter acesso a cursos que tenham a ver com a área de cada equipe;
     

  • Treinamento Presencial — não precisa nem dizer que esse é o mais tradicional de todos os treinamentos citados. Por ser muito eficiente, o treinamento presencial é adotado por diversas empresas, sendo que as abordagens podem acontecer por meio de palestras, workshops e dinâmicas em grupo.

O plano de carreira é uma ferramenta muito importante, tanto para o profissional quanto para a empresa. Uma vez sendo bem feito, os talentos da organização ficam mais comprometidos com as metas, além de se mostrarem mais dispostos a permanecerem na empresa por um tempo bem maior, sem perder a motivação e a vontade de se aperfeiçoar ainda mais.

Quando bem aplicado, o plano de carreira ajuda a empresa a reter os profissionais que já fazem parte da equipe, além de conseguir atrair novos colaboradores de excelência.

- ​

 

Tem mais dicas, dúvidas ou algum comentário? Escreva abaixo!

Sobre nós Facebook | Linkedin
 

Criado por EstágioTrainee.com - 2020 | Todos os direitos reservados