top of page
logo_estagiotrainee_branco_baixa.png

Modelos de currículo prontos para editar + passo a passo para fazer um CV perfeito!

Nome do Profissional
Av. Consolação, 5000 | Consolação | São Paulo | SP
(11) 95555-4444 | seuemail@seuemail.com

xx anos | Brasileiro(a)
 

OBJETIVO: Analista Finanças

RESUMO

  • Carreira em desenvolvimento na área financeira, com habilidade para atuar no auxílio em rotinas do setor, contato com clientes e fornecedores, organização do ambiente de trabalho e nas demais atividades diárias de uma empresa.

FORMAÇÃO ACADÊMICA

  • Graduação em Ciências Econômicas – conclusão em 12/2020Universidade de São Paulo – USP

HABILIDADES E COMPETÊNCIAS

  • Inglês – Intermediário

  • Espanhol – Básico

  • Pacote Office – Intermediário

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

  • Nome da empresa – Cidade/Estado
    Cargo ocupado – de 06/2016 a 05/2017
    Atividades e destaque

  • Nome da empresa – Cidade/Estado
    Cargo ocupado – de 06/2016 a 05/2017
    Atividades e destaque

O Currículo é um documento que visa convencer um recrutador que você é a pessoa certa para ocupar determinada vaga. As informações fornecidas nele vão mostrar quais caminhos você trilhou até o momento, o que sabe fazer e como pode contribuir com a empresa.

É importante entender que o currículo é seu primeiro contato com o recrutador, a ideia nele é fazer com que o profissional de RH se interesse pelo seu perfil profissional e queira te conhecer melhor, através de uma entrevista de emprego, por exemplo.

Mas... 

Qual o real motivo para uma empresa abrir determinada vaga de trabalho?

Entender isso pode te ajudar a se posicionar mais estrategicamente no processo seletivo.

Quando uma empresa está contratando alguém, é porque aquele departamento necessita de uma pessoa com determinadas competências para agilizar os processos e melhorar o fluxo dos negócios. Com isso, a empresa vai conseguir de alguma forma gerar mais valor para seus clientes e assim vender mais e, no final de tudo, lucrar mais.

Por isso, toda vez que você for participar de um processo seletivo, reflita qual vai ser o seu papel na engrenagem como um todo da empresa, e tente pensar sobre sua capacidade de tornar o trabalho produtivo e rentável para a companhia que vai te contratar.

E onde entra o currículo nisso?

O currículo visa cumprir o papel de fazer o primeiro contato entre o candidato e a empresa no sentido de que atesta a capacidade do interessado em exercer a função no qual está sendo avaliado.

Uma perspectiva interessante para entender esse processo é perceber que o candidato à vaga está, de certa forma, vendendo um produto, e esse produto é o seu potencial de contribuição para a empresa.

O currículo é o documento que vai reunir esses argumentos e convencer o recrutador de que essa pessoa está apta a ocupar determinada vaga, pois tem as competências ideais para àquela vaga e com isso conseguirá contribuir com a empresa, fazendo a empresa gerar mais valor à sociedade e, consequentemente, fazendo-a lucrar mais.

6 passos para fazer um currículo perfeito [Guia definitivo]:

Em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo, ter um currículo que se destaque é essencial para alcançar o sucesso profissional. Seja você um recém-formado em busca do primeiro emprego ou um profissional experiente em transição de carreira, a importância de um currículo bem elaborado não pode ser subestimada.

Mas como exatamente você pode criar um currículo que impressione os recrutadores e abra portas para oportunidades de trabalho? Abaixo vamos explorar seis passos fundamentais que o ajudarão a montar um currículo profissional impecável, desde a formatação até a seleção cuidadosa de palavras-chave. Prepare-se para se destacar em meio à concorrência e capturar a atenção dos empregadores em potencial:

Passo 1: O que colocar como Objetivo do currículo?

A seção de objetivo no currículo é essencial para comunicar seus objetivos profissionais e como você pretende contribuir na posição desejada.

3 dicas-chave:

➞ Seja específico: Evite objetivos genéricos, em vez disso, especifique o cargo desejado, como "Em busca de uma posição de analista de marketing."

➞ Personalize para a vaga: Adapte o objetivo para se alinhar com a posição à qual está se candidatando, demonstrando objetividade e intencionalidade.

➞ Seja conciso: Mantenha o objetivo breve, geralmente ocupando uma linha.


A seção de objetivo é uma das primeiras coisas que os empregadores olham, portanto, personalizá-la para cada candidatura pode aumentar suas chances de se destacar como candidato.

Passo 2: O que colocar no Resumo do currículo?

O resumo profissional no currículo, também conhecido por perfil profissional, é uma seção breve que destaca suas habilidades, experiências e realizações com o objetivo de atrair a atenção dos empregadores para ler todo o CV com mais atenção.

Para criar um resumo eficaz, é importante seguir estas recomendações:

➞ Seja conciso e direto: O resumo deve ser breve, normalmente consistindo de 3-4 frases ou um pequeno parágrafo, focando nos aspectos essenciais.

➞ Destaque suas principais qualificações: Liste suas principais habilidades e competências que são relevantes para a vaga que está buscando, enfatizando o que o torna um candidato forte.

➞ Inclua realizações e resultados: Se possível, mencione conquistas passadas que demonstrem seu valor profissional, incluindo números como metas atingidas, projetos bem-sucedidos, prêmios ou reconhecimentos.

➞ Personalize para a vaga: Adapte o resumo para refletir as necessidades específicas da empresa ou da posição que você almeja, demonstrando como suas qualificações se alinham com os requisitos da vaga. Ou seja, para cada posição seu resumo será diferente, personalizado para a posição que consta no Objetivo do CV. 

➞ Demonstre entusiasmo e paixão: Transmita seu entusiasmo pela área de atuação desejada, mostrando que está motivado e comprometido.

➞ Use palavras-chave relevantes: Inclua palavras-chave relacionadas à sua área de atuação e à vaga, para otimizar a detecção por sistemas de rastreamento de candidatos (ATS).

O resumo profissional é a primeira impressão que os empregadores têm de você, portanto, é crucial que seja impactante e assertivo para a vaga desejada. Personalize-o para cada candidatura e atualize-o à medida que adquire novas experiências e conquistas ao longo de sua carreira.

Passo 3: Como preencher a parte Formação acadêmica e escolar?

A seção de Formação Acadêmica no currículo lista sua educação formal, destacando as qualificações mais relevantes. Aqui estão as orientações mais importante para seguir:

➞ Liste as qualificações em ordem cronológica inversa, da mais recente para a mais antiga.

➞ Inclua o nome da instituição de ensino e sua localização.

➞ Informe a data de conclusão ou, se ainda em processo, a data prevista de conclusão.

➞ Especifique o curso e o grau obtido.

➞ Destaque conquistas acadêmicas, como honras e bolsas.

➞ Liste cursos adicionais, certificados ou treinamentos relacionados.

➞ Mantenha as informações concisas e relevantes para a vaga desejada.


Certifique-se de que as informações refletem sua educação de maneira clara e organizada, adaptando-as à posição à qual você está se candidatando. Conforme você ganha experiência profissional, essa seção pode se tornar menos importante em seu currículo.

Passo 4: Como colocar as experiências profissionais no CV?

A parte de Experiências Profissionais do seu currículo é uma parte crucial onde você destaca suas experiências de trabalho passadas para mostrar aos empregadores sua trajetória profissional e como suas habilidades e conquistas se alinham com a vaga desejada.

Aqui estão as informações essenciais a serem incluídas nesta parte:

➞ Título do cargo: Liste o título da posição que você ocupou em cada trabalho. Certifique-se de que seja claro e reflita suas responsabilidades e nível de senioridade.

➞ Nome da empresa: Inclua o nome da empresa ou organização onde você trabalhou. Se for uma empresa menos conhecida, forneça uma breve descrição do setor de atuação da empresa.

➞ Localização: Indique a localização da empresa, incluindo a cidade e o estado (ou país, se aplicável).

➞ Data de início e de término: Especifique o mês e o ano em que você começou e terminou cada posição. Se ainda estiver empregado na empresa, use "Presente" ou "Atual" para indicar que a posição está em andamento.

➞ Responsabilidades e realizações: Descreva suas responsabilidades e conquistas em cada cargo. Use marcadores ou tópicos para tornar as informações facilmente legíveis. Concentre-se em ações específicas e resultados tangíveis sempre que possível. Use verbos de ação para destacar suas realizações.

➞ Resultados mensuráveis: Seja quantitativo sempre que possível. Se você puder fornecer números que demonstrem seu impacto, como aumento nas vendas, economia de custos, metas atingidas, etc., isso é altamente recomendado.

➞ Relevância: Certifique-se de que as informações que você inclui em sua seção de Experiências Profissionais sejam relevantes para a vaga à qual está se candidatando. Personalize as informações para destacar as habilidades e experiências que se alinham com os requisitos do trabalho.

➞ Use a ordem cronológica inversa: Liste suas experiências mais recentes primeiro e vá retrocedendo até o emprego mais antigo. Isso permite que os empregadores vejam sua progressão profissional mais recente primeiro.

➞ Evite lacunas inexplicadas: Se você tiver lacunas no seu histórico de empregos, tente explicá-las de forma breve e honesta. Pode ter sido um período de estudos, voluntariado ou outros compromissos relevantes.

Certifique-se de adaptar suas descrições de cargos a cada vaga específica, destacando as habilidades e experiências mais relevantes. Seu objetivo é mostrar como suas experiências passadas o tornam um candidato valioso para o novo emprego.

Passo 5: O que posso colocar em habilidades e competências no currículo?

A seção de habilidades em seu currículo é o lugar onde você destaca as competências, conhecimentos e capacidades que são relevantes para a vaga à qual você está se candidatando.

Aqui estão algumas sugestões de tipos de habilidades que você pode incluir:

➞ Habilidades Técnicas: Essas são habilidades relacionadas à sua profissão ou à área em que você deseja trabalhar.

➞ Habilidades Interpessoais: Essas habilidades dizem respeito à sua capacidade de trabalhar bem com outras pessoas e contribuir para um ambiente de trabalho positivo.

➞ Habilidades de Idiomas: Se você é fluente em um ou mais idiomas, especialmente se a vaga exige competência em idiomas além do seu idioma nativo, mencione essas habilidades.

Muito importante: Certifique-se de adaptar suas habilidades à vaga específica e priorize aquelas que são mais relevantes para o trabalho que você deseja.

Lembre-se de que as habilidades que você lista devem ser honestas e respaldadas por experiência ou educação reais(elas serão verificadas posteriormente pelo recrutador).

Essa seção é uma oportunidade para destacar como suas habilidades e conhecimentos se encaixam nos requisitos da vaga.

Caso você tenha interesse em desenvolver algumas habilidades, veja aqui nossa curadoria dos melhores cursos online de hard skills e soft skills.

Passo 6: Outras informações complementares que podem ser colocadas

Além das seções tradicionais do currículo, você pode adicionar informações complementares para tornar seu currículo ainda mais atraente e informativo.

Essas seções adicionais podem variar de acordo com sua experiência, área de atuação e as necessidades específicas da vaga à qual você está se candidatando.

Aqui estão algumas opções de informações complementares:

➞ Certificações e Treinamentos: Liste certificações relevantes para a vaga. Isso pode incluir certificações profissionais, cursos de aperfeiçoamento e treinamentos específicos. Certificados em programas ou softwares relevantes também são valiosos.

➞ Projetos Relevantes: Se você trabalhou em projetos significativos ou que tenham relevância para a vaga, crie uma seção dedicada a eles. Descreva o projeto, suas responsabilidades e resultados alcançados.

➞ Publicações e Apresentações: Se você é autor de artigos, relatórios, livros ou se já fez apresentações em conferências ou seminários, mencione-os. Isso é particularmente relevante em áreas acadêmicas e de pesquisa.

➞ Prêmios e Reconhecimentos: Destaque prêmios, reconhecimentos ou honrarias que você tenha recebido ao longo de sua carreira. Isso demonstra seu valor e realizações.

➞ Trabalho Voluntário: Se você realizou trabalho voluntário relevante para a vaga ou que destaque habilidades e experiências pertinentes, inclua-o em uma seção separada.

➞ Projetos de Código Aberto ou Portfólio: Se você é um profissional de tecnologia, pode listar projetos de código aberto em que tenha contribuído ou criar um portfólio online que demonstre suas habilidades e realizações.

➞ Mentoria ou Liderança em Comunidades Profissionais: Se você desempenhou um papel de liderança ou foi mentor em grupos profissionais, clubes ou associações, isso pode mostrar sua capacidade de liderança e envolvimento na comunidade.

➞ Informações de Contato Adicionais: Se desejar, você pode incluir informações de contato adicionais, como links para seu perfil no LinkedIn, GitHub, ou um portfólio online. Certifique-se de que esses links estejam atualizados e sejam relevantes.

fazendo um currículo online

Imagem de Ronald Carreño por Pixabay

Dica complementar 1: Atenção para três regras básicas!

Para construir um bom currículo é preciso ficar muito ligado em três regras básicas:

1ª: Verdade

Evite acrescentar competências e qualificações que você não domina. Por outro lado, não deixe de falar de seus talentos e qualidades que, de certa forma, podem diferenciá-lo de outras pessoas.
 

Não minta sobre as informações que estão no seu currículo, pois elas podem ser checadas pela empresa, solicitando certificado de cursos, formações ou até mesmo dos cargos que você ocupou na empresa!

2ª: Simplicidade

Tente ser o mais simples possível, pois a pessoa que irá examinar seu currículo provavelmente tem uma enorme carga diária de avaliação e, com certeza, ela não vai perder tempo tentando entender um material complexo.

3ª: Eficiência

Este terceiro atributo iremos explicar melhor na Dica 3, mas basicamente tem a ver com objetividade e coerência.

Ou seja, seu currículo tem que ser direto e mostrar se a vaga tem a ver com você. Isto vai despertar interesse do RH que irá te chamar para uma entrevista, com o propósito de entender se as suas competências realmente são compatíveis com a vaga de emprego, se há alguma chance da empresa te contratar.

Dica complementar 2: Todo currículo tem que ser direto!

Lembre-se: o currículo é o seu cartão de visitas e nele deve conter todas as informações necessárias para que a empresa conheça e se interesse pela sua trajetória pessoal.

Obs: em alguns casos é importante também ter uma carta de apresentação para enviar com o CV, mas aqui nesse artigo não falaremos sobre isso.

Evite escrever textos longos e muitas páginas com detalhes que não sejam realmente relevantes para a vaga que está concorrendo.

Imagine que o recrutador receba por dia dezenas de currículos para a mesma função. O seu tem que se destacar dos demais e não será a quantidade de texto que chamará a atenção.

Seja objetivo e escreva com clareza todas as suas experiências profissionais de forma que o responsável pelo RH veja a necessidade do seu trabalho.

O currículo é apenas a primeira etapa do processo seletivo e, a partir dele, é que você será chamado para a primeira entrevista de emprego e, assim, poderá entrar em detalhes sobre todos os seus feitos profissionais.

Confira algumas dicas de como construir um bom currículo com esse vídeo do canal Folha Dirigida.

Dica complementar 3: Organize as informações

Esse ponto é fundamental para a construção do seu currículo e ele está ligado às três ideias básicas que falamos acima...

Quer dizer, o recrutador precisa abrir o documento e entender em poucos minutos o que você já vivenciou em sua vida profissional.

Por isso, a dica é sempre optar por estruturas em blocos, fontes padrão como Arial e Verdana, tamanho próprio para leitura, espaçamento entre as linhas, bem como os parágrafos.

Também, é preciso colocar as experiências profissionais sempre começando pelo atual e descrevendo abaixo os empregos anteriores.

No caso de uma vaga que você precise mostrar o seu portfólio de trabalho, insira o link para a página do site onde hospeda esse arquivo ou anexe o documento junto ao e-mail.

No caso desta segunda opção, exporte em PDF e verifique se o documento não ficará pesado para ser enviado.

Muitas caixas de e-mail de empresas impedem o envio de arquivos muito grandes ou simplesmente os recebem como Spam e Lixo Eletrônico. Você não vai querer que aconteça isso com você, não é mesmo?

7 dicas para elaborar um currículo perfeito

Imagem de VIN JD por Pixabay

Dica complementar 4. Atenção aos erros de português!

Erros podem acontecer com qualquer pessoa, mas no caso de um documento tão importante como o currículo, que mostra a primeira impressão sobre você na vida profissional, erros gramaticais são imperdoáveis.

Por isso, a revisão é fundamental e faz parte do processo de produção do seu currículo.

Se possível, faça uma revisão criteriosa e peça para uma outra pessoa que olhe o texto também. A chance de erros diminuem drasticamente.

Além disso, rever o texto também significa ficar atento às repetições. Muitas vezes, quando não temos experiências profissionais para escrever, o currículo gira em torno de um mesmo ponto e isso não é legal.

Lembre-se sempre que a objetividade e veracidade das informações são o ponto chave para escrever o seu currículo.

Outra dica legal, é utilizar alguns recursos da web para verificar se o seu texto está com problemas na gramática.

Muitos sites disponibilizam um serviço de correção online gratuito, apontando os erros de português, trechos copiados de textos de outras pessoas e quando a concordância da frase não está legal.

Explore todos os recursos para que seu currículo saia perfeito e pronto para você garantir aquela tão sonhada entrevista de emprego.

Confira nesse vídeo também do canal Folha Dirigida outros erros para evitar no seu currículo.

Dica complementar 5: Foque no que realmente é importante!

Sem rodeios! Vale lembrar mais uma vez que dezenas de currículos chegam à  caixa de e-mail do recrutador e o profissional de RH não terá muito tempo para avaliar minuciosamente tópico por tópico.

Ele tem que bater o olho em uma primeira leitura e entender que era você que faltava para preencher o quadro de colaboradores. E para saber se está exagerando no seu currículo, siga sempre essas duas regrinhas básicas:

1ª Regra: Qual a vaga que está concorrendo?

Analise todas as condições que a empresa está oferecendo e, principalmente, quais as atribuições ligadas a essa vaga.

2ª Regra: Suas aptidões realmente correspondem com a vaga?

Faça essa análise sobre a vaga que está concorrendo e já pense em como você poderia melhorar este setor da empresa a partir da sua força de trabalho.

Evite colocar alguma competência profissional ou informação referente a “cursos complementares” que não tenham absolutamente nada a ver com o perfil da vaga que se candidatou. Deixe esses comentários para a hora da entrevista de emprego.

Tudo isso revela o seu o cuidado na hora de inserir as informações, de forma honesta e obedecendo as regras... E o que é melhor, já pensando nas vagas que quer se candidatar

Dica complementar 6: O que fazer se não tenho experiência profissional?

Esse é o questionamento da maioria dos jovens que estão começando a vida adulta, seja com a formação no ensino médio, ingresso na universidade ou à procura de um Estágio ou programa de Trainee relacionado à área de formação.

Mesmo que não tenha experiência profissional comprovada ou esteja à procura de um primeiro emprego, você pode deixar seu currículo atrativo descrevendo exatamente as experiências que já teve na vida escolar e social.

Como assim?

Durante a sua vida escolar, se você foi uma pessoa envolvida com algum trabalho extra em português, por exemplo, ou participou de atividades extracurriculares, como organizar um evento, promover uma campanha ou ainda esteve envolvido com esportes, isso mostra muito da sua personalidade e o que você pode ter como aptidão.

Colocar no seu currículo experiências como intercâmbio, voluntariado e cursos em teatro, informática, desenho, pintura, idiomas, robótica e Kumon também enriquecem o documento!

E fazendo isso, também irá mostrar que o seu interesse pelo novo vai além da vida escolar ou de um Universitário.

Mas, lembre-se: tenha sempre o bom senso de que essas vivências tenham alguma conexão com o perfil da vaga que deseja.

Além disso, é muito importante saber apresentar essas vivências de forma profissional, se não, ao invés de sair na frente dos outros candidatos você vai é ficar muito para atrás.

Mesmo porque, o que mais pega mal por aí, são aqueles currículos repletos de conteúdos irrelevantes, que denunciam que foram ali escritos muito mais para “encher linguiça” do que propriamente informar quanto às suas experiências.

Dica complementar 7: Indo além do seu currículo!

1. Invista em conhecimento!

 

Para ter uma carreira de sucesso não basta somente caprichar na organização de seu currículo, é muito importante pensar no longo prazo.
 

Você precisa entender como ter uma boa performance em todas as etapas, entender como se posicionar estrategicamente, saber como não cometer os erros básicos para conseguir a aprovação.
 

E para ter sucesso no longo prazo, invista em cursos, workshops e feiras sempre que possível, pois isso será um diferencial no seu currículo e na sua carreira.

Dois caminhos que você pode ter no radar para ir se desenvolvendo são de habilidades comportamentais (Soft skills) e habilidades técnicas (Hard Skills).

Exemplos de Soft Skills: Inteligência emocional, resiliência, capacidade de trabalhar sob pressão, comunicação, confiança, etc...

Exemplos de Hard Skills: Inglês, Excel, gestão de pessoas, espanhol, domínio de Javascript, AutoCad, Power BI, gestão de projetos, Pacote Office, oratória, Python, marketing digital, Green Belt, etc.

 

Hoje a internet dispõe de diversos cursos online gratuitos ou com valor acessível que podem ajudar a dar um “plus” na sua carreira profissional e, de quebra, tornar-se um diferencial frente aos demais candidatos.

 

O interessante é que você participa desses cursos de acordo com o seu tempo disponível, dado que pode acessá-los a qualquer hora.

 

E no final, você ainda ganha um certificado comprovando a sua participação que pode ser usado para abater horas extracurriculares na faculdade.

2. Fique de olho nas oportunidades!

Esteja sempre preparado para as oportunidades! Fique atento  sobre o que acontece no mundo e, principalmente, aos avanços do setor em que você trabalha.

Por exemplo, se você é da área de negócios deveria acompanhar o portal Administradores.com, se você é da área de marketing digital deveria acompanhar o portal Pixeld News.

3. Inscreva-se em canais específicos de emprego:

 

Com o grande alcance da Internet, invista em canais de comunicação especializados em divulgação de vagas e relacionamento profissional.

Hoje os Headhunters, profissionais qualificados na busca de talentos profissionais, estão em todos esses meios.

Nessas redes(Linkedin, por exemplo) você pode interagir com a página de outras empresas, entrar em contato com o RH e até inscrever seu currículo online.

E não se esqueça que nós, da EstágioTrainee.com, organizamos os principais processos seletivos de Estágio e Trainee.

✔️ Conteúdo elaborado pela equipe da empresa EstágioTrainee.com

Desde 2023 ajudamos grandes empresas na contratação de estagiários e trainees. ​

Ao longo do tempo fomos entendendo o mercado e modelando nosso negócio. Hoje trabalhamos com as maiores empresas do Brasil e do mundo.

Algumas das empresas as quais já realizamos projetos são: Unilever, Raízen, Stone, Votorantim, Red Bull, Kraft Heinz, Volkswagen, Localiza, Azul Linhas Aéreas, Saint-Gobain, Johnson & Johnson, Samsung, Vivo, além de dezenas e dezenas de outras.

Caso tenha alguma dúvida ou sugestão de melhoria, entre em contato com nossa equipe por aqui, ou por nosso e-mail institucional: contato@estagiotrainee.com

Ficamos à disposição!

Criado por EstágioTrainee.com | Todos os direitos reservados

Termos de uso | Política de privacidade


CNPJ: 43.137.321/0001-45 | Telefone: (11) 9 4380-4014 | E-mail: contato@estagiotrainee.com
Avenida Paulista, 1636 - sala 1504 - Bela Vista - São Paulo/SP | CEP: 01310-200

bottom of page